Seminário 12 – com Majno

No 12° Seminário de Pesquisa em Arte e Autobiografia do NuPAA, que aconteceu no dia 17 de maio de 2021, o estudante do curso Licenciatura em Dança, MAJNO – Marcus Vinicius do Prado Santos, apresentou sua pesquisa de TCC intitulada Processo Formativo em Arte: da improvisação ao autoconhecimento.

Resumo: O processo formativo descrito neste trabalho está focado nas práticas performativas enquanto modos de se obter autoconhecimento. O propósito principal da pesquisa é o de mediar diferentes epistemologias com a experiência da graduação em Dança. Buscando nos conceitos de arquétipos, inconsciente coletivo, mito e ritual; um cruzamento com as narrativas das práticas de si como modo de insurgência enquanto professor e artista. O tarot é utilizado como mecanismo de investigação das vivências com a dança e a improvisação cênica. Esta autoetnografia, absorvida em diários de campo e vivências místicas com o arcano do tarot VIIII (9) – O Eremita, constrói uma metodologia de dança prismática que guia para o processo criativo da estrela do prisma. Como resultado tem-se a expressão criativa através da escrita que tem efeitos de autocura, vista a sua capacidade de atribuir significação à crenças e emoções de forma poética. Escrever, interrogar e interpretar a si mesmo como recurso integrador dos ciclos vividos utilizando a arte como catalisadora. De modo a contribuir para o campo transpessoal com o compartilhamento de experiências que podem auxiliar a autoconstrução contínua.

Palavras chave: Processo formativo. Improvisação. Autoconhecimento. Dança. Arquétipos.