Integrantes do NuPAA

Adriano Braga de Moraes (Goiânia, 1991): é artista bixa dissidente, professor e pesquisador, formado em Artes Visuais pela Universidade Federal de Goiás (UFG) e atualmente integra o NuPAA (Grupo de Pesquisa: Núcleo de Práticas Artísticas Autobiográficas, NuPAA/UFG/CNPq) no qual está comprometido com desejo de catalisar pelo sensível outros mecanismos perceptivos, intervenções no imaginário em processos ficcional e autof(r)iccional, engajado numa práxis insubmissa, autobiogeográfica, indisciplinada e multidisciplinar de atravessamento e quebra dos mapas de significantes, nada insignificantes da modernidade. Enquanto professor bicha e como pesquisador investiga metodologias indisciplinadas e propõe se numa linguagem híbrida de investigação de questões subjetivas num processo diretamente ligado ao corpo -território em seus processos de significações estético-políticas. De suas histórias e raízes versam narrativas sobre a povoação do sudeste goiano e sul do Mato Grosso do Sul, lugar de históricas invasões. Seu trabalho adentra o mato, num processo de religação com a vida, fazendo ver paisagens, corporificando moradas nessas árvores que escondem em suas raízes florestas profundas, ainda que diariamente devastadas e enlutadas nessa nossa monocultura simbólica de ferida moderna -colonial ainda aberta). Projeto de pesquisa em andamento: O eco é o que está atrás do espelho (Edital NuPAA 2021/2022) Contato: adrianobragademoraes@hotmail.com Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/7057025865983869

AndresaAndresa Moreno: Cerratense, goiana, mãe, mulher negra nascida na capital em 1986, fotógrafa, artista, astróloga, pesquisadora, pedagoga em formação pela PUC Goiás e profissional do audiovisual. No campo da educação pesquisa relações étnico-raciais e educação antirracista através da arte literária e visual. A busca por resgatar a identidade artista diz respeito aos movimentos de morte-transformação simbolizados por Plutão e sua regência em Escorpião, na Astrologia. Os caminhos através da astrologia são de caça aos símbolos e não de qualquer determinismo ou causalidade. Reconhecer a sombra, integrá-la no Self é um esforço constante apoiado pela pesquisa em psicologia analítica e refletido na prática artística autobiográfica. Investiga o corpo, suas mazelas, delícias, conflitos e refúgios. Também as relações familiares em um seio interracial e as identidades que dali emergem. Encruzilha poéticas visuais, escritas, materiais e corporais na construção de um mapa autobiográfico e autoficcional de si. Projeto de pesquisa em andamento: Autoimaginário (Edital NuPAA 2021/2022) Contato: dresacrismoreno@gmail.com. Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/2349330330766759

Bruna

Bruna Mazzotti: Nasceu em 1995, Rio de Janeiro – RJ. Mora em Anápolis – GO. Artista visual e arte educadora. Enquanto artista, desenvolve pesquisa em interlocução com o imaginário e a psicologia analítica, interessada em trabalhar a partir de imagens advindas do inconsciente até a consciência, a partir de devaneios e sonhos. Atua na área de Poéticas Visuais com ênfase em: performance, instalação, escrita aliada ao Tarô e proposições colaborativas/participativas para expandir lugares de enunciação. Mestranda em Artes Visuais, Programa de Pós-graduação em Artes Visuais, Universidade Federal do Rio de Janeiro (2020-atualmente);  Licenciada em Artes Visuais, Faculdade de Artes – Universidade Federal do Amazonas (2015-2019) onde também atuou enquanto professora substituta (2021), ao ministrar as disciplinas: Criação da Forma Tridimensional, Linguagem Visual e Tecnologia Educacional. Vinculada ao Comitê de Poéticas Artísticas da Associação Nacional de Pesquisadores em Artes Plásticas (CPA/ANPAP) e à Federação de Arte Educadores do Brasil (FAEB). Integrante do Núcleo de Práticas Artísticas Autobiográficas (NuPAA/FAV/UFG/CNPq) na linha Materialidades e Imaterialidades Auto/Biográficas nas poéticas artísticas e Processos de criação. Projeto de pesquisa em andamento: Entre imagens da intimidade – estratégias para conjugar performance arte e sonho (Edital 2021-2022). Contato: bruna_mq@live.com Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/1733193693488731

Camila

Camila Santos: Goiana, é graduada em Direito pela Universidade Federal de Goiás e em Artes Dramáticas pelo Centro de Artes Basileu França. Como artista já atuou como atriz, performer e explorou as fronteiras entre vídeo e arte, sempre tensionando suas práticas com questões de gênero e/ou sexualidade. Hoje desenvolve pesquisa em mídias audiovisuais realizando montagens que exploram a escrita de si a partir de mídias analógicas e digitais, explorando as relações entre corpo, gênero, espaço, memória, cidade e geração. Projeto de pesquisa em andamento: Escritos e imagens de si, construção de uma narrativa autobiográfica feminista em meio a pandemia do Covid no centro de Goiânia (Edital 2020/2021). Contato: camilabst07@gmail.com. Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/846622060860811

Processed with VSCO with  preset

Christine Gryschek: Artista visual, escritora e psicóloga. Em sua construção de visualidades, narrativas e versos, procura tensionar questões políticas próprias do gênero e da saúde mental. Trabalha com as linguagens: poesia, colagem, pintura e livro de artista. Tem conversado e publicado nas áreas de literatura, arte, gênero e psicologia social (questões de saúde mental, classe, raça, colonização, localidade). Estudou Artes Visuais (UEL-PR) e Literatura Contemporânea (I.C. Fapergs/CNPq – PPGL/PUCRS). Atuou (2015-2017) na Oficina de Criatividade do HPSP, onde foi oficineira e arquivista (UFRGS). É mestra e doutoranda em Psicologia Social e Institucional (UFRGS), mestranda em Escrita Criativa – Letras (PUCRS) e analista em formação (UFRGS). Publicou os livros recomece, agora sem cigarro (ed. urutau, 2019) e quantas festas (& maffeis, selo hecatombe, 2021). Projeto de pesquisa em andamento: As bordas da boca: um diário autoficcional sobre arte e criação (Edital 2021/2022). Conteúdo imagético-literário em: https://www.christinegryschek.com. Lattes: http://lattes.cnpq.br/6614222565272664. Foto do perfil por: Lucas Reis Gonçalves.

Daniela Marques

Daniela Marques: Goiana, é graduada em Comunicação e Mestre em Arte e Cultura Visual pela Universidade Federal de Goiás (FAV/UFG). Artista residente no Ateliê Livre, projeto da Escola de Artes Visuais (Centro Cultural Octo Marques – Secult Goiás). Integrante do projeto de pesquisa Práticas Artísticas Autobiográficas: intersecções entre prática artística, escritas de vida e decolonialidade. Investigando sua própria história por meio da prática artística associada ao fazer investigativo, desenvolve pesquisa acerca de temáticas ligadas à sexualidade e poder. Projeto de pesquisa em andamento: Saltos: métodos para inventar fálus (Edital 2020/2021). Contato: alvesmarquesdaniela@gmail.com Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/7839897423479666

Davidson Xavier

Davidson José Martins Xavier: Davidson é nortemineiro, e de vez em quando esquece as palavras e as substitui por palavras criadas em um idioma inventado próprio. Como artista das artes cênicas, artista-educador e instrutor de movimento atua desde 2005, com DRT: 28.220 e tudo (rs). Mas desde 1999 já atuava e dançava como ama-dor. Atualmente é mestrando no Programa de Pós Graduação em Artes da Cena PPGAC/UFG, bolsista FAPEG. Nesta pesquisa corporea pretende ser recolhido pelo movimento, procurando sensorialidades que se apoiem em escombros e escuros da memória e imaginário geraizeiro. No NuPAA tem procurado por uma dança ínfima, encontrando neste caminho uma narração de si através de uma dança que surge de uma pesquisa memorial cinestésica. Desta forma atua como intérprete, preparador cênico, diretor, ator e professor em diversos projetos desde 2010. Academicamente, faz curso de licenciatura em dança no IFG/aparecida, mas já é formado Licenciatura em Artes/Teatro (2004), pós-graduado em Psicopedgogia (2013) e MBA em História da Arte (2018). Em Goiânia desde 2013, atuou como professor em cursos técnicos de teatro, em universidades e faculdades de dança. Tem experiência nas áreas de Dramaturgia do corpo, Poéticas do corpo, processos criativos em artes cênicas, Video-dança, Educação Somática, Expressão corporal, Ballet clássico e Dança contemporânea. Projeto em andamento: Mito-guia Catrumano: de quatro patas no sertão Geraizeiro (Edital 2021/2022). Contato: navicularse@gmail.com Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/0091157995926784

DeniseDenise Moraes. Graduada em Cinema (Université Saint-Denis/Paris VIII) e Arquitetura e Urbanismo (UnB), com doutorado em Comunicação – Linha Imagem e Som  (PPGCOM/FAC/UnB), Denise Moraes é cineasta, fotógrafa e professora do curso de Audiovisual da Universidade de Brasília. Codirigiu o longa-metragem “A Pele Morta”, road-movie filmado no Brasil e no Paraguai, além de vários curtas metragens, entre eles “Memória de Elefante”, premiado e exibido em festivais nacionais e internacionais. Ao longo de sua formação, vem se dedicando a investigar as questões poéticas do espaço doméstico, tendo como foco as narrativas visuais e as práticas artísticas autobiográficas. Projeto de pesquisa de pós-doutorado em andamento: Cartografia da casa-resistência: espaço doméstico e narrativas femininas (Pós-doutoranda PPGACV/FAV/UFG). Contato: denise.moraes@fac.unb.br  Lattes: http://lattes.cnpq.br/1858458847468259

Emmanuel Felipe de Araújo Amaral: Mais conhecido como Badu. Graduando em Artes Visuais Bacharelado na Faculdade de Artes Visuais (FAV/UFG). Tem interesse nas relações do corpo com manifestações culturais e tradições. Dentro desse recorte, o Carnaval é sua paixão, desenvolvendo relações no seu cotidiano durante todo o ano. Dialogando com algumas questões de brasilidades, sua produção se apresenta por meio da experiência da prática artística com fotografia, videoperformance, desenho entre outras possibilidades de carnavalização. Projeto de pesquisa em andamento:  Corpos badulescos: entre o sagrado e o profano  (Iniciação Científica AVB/FAV/UFG).  Contato: emmanuelfelipe@discente.ufg.br Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/9228884992972395

Felipe Santos

Felipe Santos de Souza: Goiano, graduando do curso Artes Visuais Bacharelado na Faculdade de Artes Visuais da Universidade Federal de Goiás. A partir de narrativas de vida, busca pesquisar questões de ausência, memória e família utilizando abordagem autobiográfica. Contato: felipetsn37@gmail.com Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/3150745694010731

 

Ianah Ianah Maia de Mello: Artista visual e técnica em agroecologia, natural de Recife. Graduada em Artes Visuais (Habilitação em Cinema de Animação) pelas Faculdades Integradas Barros Melo (Olinda-PE), e formada Técnica em Agroecologia pelo SERTA (Glória do Goitá – PE). Seu trabalho autoral circula entre pinturas, ilustrações, arte urbana, poesias e fotografias. Ianah é uma mulher nordestina, negra clara, bissexual, de classe média, criada no bairro da Boa Vista (centro do Recife) e tal qual seu lugar de fala e a paisagem urbana que sempre a cercou, se entende como um entre-lugar e como uma ponte entre diversos mundos: periferia e centro, campo e cidade, futuro e ancestralidade, digital e orgânico, realidade e fantasia… Em 2017 participou da residência artística InArte/Urbana (Natal-RN), onde começou a investigar a técnica da tinta natural feita a partir da terra (a geotinta) para uso em murais de arte urbana. Desde então, vem dedicando a maior parte de suas produções a essa técnica. Integra o coletivo artístico Entremoveres, que faz parte do Levante Nacional Trovoa, em Pernambuco. Também integra a Terra Coletiva (coletivo de artistas latinoamericanos que trabalham com tintas naturais). Sua pesquisa artística é autobiográfica, e vem sendo acompanhada por vivências e estudos no feminismo interseccional, na agroecologia, decolonialidade, cultura popular e no ativismo antirracista e eco-feminista. É pesquisadora independente no Núcleo de Práticas Artísticas Autobiográficas (NuPAA/FAV/UFG/CNPq) na linha de pesquisa: Materialidades e Imaterialidades Auto/Biográficas nas Poéticas Artísticas e Processos de Criação. Projeto de pesquisa em andamento: Poéticas de uma ancestralidade afro-indígena:
 tensionamentos entre o não-lugar e os múltiplos pertencimentos ancestrais, através de obras autobiogeográficas feitas por Ianah Maia. (Edital 2021/2022). Contato: info@ianah.net Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/5388239220130000

Julliana OliveiraJulliana Oliveira: Artista visual e professora. É graduada em Artes Visuais – Bacharelado pela Universidade Federal de Goiás (FAV/UFG) e especialista em Docência do Ensino Superior. Atua como artista junto ao Coletivo Bunker que se interessa pela temática da dinâmica de criação/ruptura/manutenção dos laços afetivos entre os sujeitos líquidos da contemporaneidade. Em sua produção individual atual, tem como ponto de partida a experiência do luto não vivenciado pelo impedimento dos ritos de morte impostos pela pandemia. Tem interesse em investigar questões como a ancestralidade, o memorial, a memória afetiva, o luto, o deslocamento e o lugar como aspectos formativos da sujeita artista, mulher, goiana. Também investiga as visualidades e meios de dispersão de dados da atualidade como ferramentas de produção e circulação de processos poéticos, dessa forma identificando e discutindo os atravessamentos decoloniais em uma prática artística autobiográfica. Contato: rodriguesdeoliveira5@gmail.com Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/5956194899312742  

Kassius Brunno Souza: Arquiteto, urbanista e estudante de Artes Visuais – Bacharelado (FAV-UFG). Sua prática artística percorre a fotografia, a pintura, o desenho e o tridimensional, que apontam para uma abordagem autobiográfica. Participou em 2020 do Ateliê Livre – Residência Artística, projeto da Escola de Artes Visuais do Centro Cultural Octo Marques – Secult Goiás, no qual se aprofundou nas memórias da infância, em vivências fotográficas e nas arquiteturas sentimentais. Tudo evoca a presença do seu corpo na obra de arte: corpo físico, corpo subjetivo, corpo como objeto de arte. Pesquisa essa que gerou “Releituras de uma infância (des)viada”, apresentada no II SiNuPAA – 2021, com seus processos e estudos em desenho, fotoperformance e arte digital. Projeto de pesquisa em andamento: (Arqui)dioceses de mim mesmo (Edital NuPAA 2021/2022). Contato: kassiusbrunno@gmail.com Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/3373003616941471

LP_NuPAALaura Papa: Artista gráfica, mestranda da linha Deslocamentos e Espacialidades de Arte Visuais (UnB) e graduada em Comunicação Social – Audiovisual pela mesma instituição. Sua pesquisa investiga as questões poéticas da memória e os limites históricos, ficcionais e estéticos do arquivo, explorando suportes audiovisuais, fotográficos e, mais recentemente, têxteis. Como ponto de partida, Laura deriva do acervo do artista brasileiro e também seu tio-avô, César Papa. Integrou a equipe do Museu Nacional da República, trabalhou com a Embaixada da Espanha no Brasil e foi Gestora de Cultura, Comunicação e Marketing da Aliança Francesa de Brasília.  Projeto em andamento: memórias do arquivo / memórias de si (Edital 2021/2022). Contato: laurappn@gmail.com Lattes: http://lattes.cnpq.br/8651533553470753

Luiza

Luiza Domingos Barra: Mineira de Uberlândia, está em Goiânia para a realização do Mestrado. Ingressou em 2022 no Programa de Pós-Graduação de Arte e Cultura Visual (FAV/UFG), na linha de poéticas artísticas e processos de criação. Seus interesses de pesquisa em arte estão voltados a estudos autobiográficos relacionados à ancestralidade árabe/libanesa, feminismo decolonial e orientalismo, com ênfase nas linguagens: fotografia, vídeo, performance e livro de artista. Possui Graduação de Licenciatura (2018) e Bacharelado (2019) em Artes Visuais (IARTE/UFU) e atuou como arte educadora de Ensino Médio de 2017 a 2021. Projeto de pesquisa em andamento: Narrar as heranças da imigração libanesa (Mestrado/PPGACV/FAV/UFG). Contato: luizadomingos3@gmail.com Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/0044770400689689

Mariana CaldasMariana Siqueira Caldas: Artista graduanda do curso Artes Visuais Bacharelado pela Faculdade de Artes Visuais da Universidade Federal de Goiás (FAV/UFG). Seu trabalho se desenvolve a partir da revisitação de traumas, memórias e/ou ao mundo dos sonhos. Projeto de pesquisa em andamento: Oniropoética: o sonho na criação artística (Iniciação Científica AVB/FAV/UFG). Contato: marianasiqueiracaldas@gmail.com Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/5575296552931716

Nutyelly CenaNutyelly Cena de Oliveira: Nasceu na cidade Codó, Maranhão (MA), reside em Goiânia, Goiás (GO) desde o início dos anos 2000.  Oficineira de bonecas negras Abayomis, arte-educadora e curadora independente. Possui graduação em Museologia pela Universidade Federal de Goiás, Faculdade de Ciências Sociais. Trabalhou na equipe de museus da Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esporte de Goiás, e em espaços culturais da Universidade Federal de Goiás. Foi Coordenadora Geral da Rede de Educadores em Museus de Goiás (Gestão 2016/2017). Tem experiência na área de Museologia, atuando principalmente nos seguintes temas: mediação cultural, acervos e coleções de arte. Também se interessa pelos temas: Feminismos Negros, Curadorias, Antropologia, Artes Visuais, Ativismo, Artivismo e os estudos dos Museus, Memórias e Cultura Afro-Brasileira e Africana. Atualmente é mestranda em Antropologia Social pelo Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Universidade Federal de Goiás (PPGAS-UFG), pesquisadora no Coletivo Rosa Parks. Contato: nutyellycenantropologia@gmail.com Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/6041243673181648

Samuel

Samuel Siqueira Rufo: é artista visual, graduando em Artes Visuais pela FAV/UFG. Investiga o tema natureza utilizando-se de exercícios de memória para revisitar e recriar suas experiências com o mundo natural. Escreve e caminha como procedimentos de ativação e produz escultura-objetos e fotografias. A madeira e a linha de algodão são os elementos principais de sua pesquisa que contrasta materiais numa discussão sobre os fazeres artesanais de seus pais. Projeto de pesquisa em andamento: (TCC/AVB/FAV/UFG). Contato: samuelsrufo@gmail.com Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/3103850783999421

SemiramisSemíramis de Medeiros Fernandes: Potiguara de nascença, pernambucana de coração, crescida em Brasília desde 1985, licenciada em Artes Plásticas (IdA-UNB) desde 2009, mestra em Artes Visuais na linha Educação em Artes Visuais, pelo Programa de Pós-Graduação em Artes (UNB), pesquisou sobre relações étnico-raciais e práticas antirracistas no mestrado, é desenhista, pintora desde 2003, quando iniciou o curso de Artes Plásticas em Recife, pela UFPE e também atua com formação de professores pela SEEDF, Brasília. Investiga representações visuais e simbólicas  de “entre mundos”, a partir de uma figura/ personagem cênica autobiográfica Miríades do Sertão. O desenho e a pintura auxiliam no processo de construção identitária da personagem, que vive em portais, “entre mundos”, e também em lugares oníricos. Tem desenvolvido sua pesquisa a partir de temas centrais como: identidade, ancestralidade, decolonialidade, autobiografia, sonhos, cultura popular. Integrante do Núcleo de Práticas Artísticas Autobiográficas (NuPAA/FAV/UFG/CNPq) na Linha “Materalidades e Imaterialidades Auto/Biográficas nas Poéticas Artísticas e Processos de Criação”. Projeto de pesquisa em andamento: Miríades do Sertão: Representações visuais autobiográficas de “entre mundos” (Edital 2021/2022). Contato: semiramisacertamis@gmail.com Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/6355207122749506

Thaysa Alarcão Lemos: Arquiteta Urbanista (PUC GOIÁS, 2012). Graduanda do curso Artes Visuais Bacharelado na Faculdade de Artes Visuais (FAV/UFG). Trazendo como repertório as relações entre corpo e espaço exploradas na arquitetura e urbanismo, busca compreender questões relativas à autobiografia na contemporaneidade, partindo de indagações acerca do corpo e do autorretrato nos processos artísticos. Atualmente resgata memórias de diversos lugares/espaços que o corpo habitou para questionar a influência desses deslocamentos sobre as retratações de si, as compreensões de identidade, relações com outrem e sua condição no mundo. Projeto de pesquisa em andamento: O caos que habito: autorretrato entre deslocamentos e memórias (Iniciação Científica AVB/FAV/UFG). Contato: thaysa.alarcao@gmail.com Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/8624116444722986